Como morar na Suíça e desfrutar do melhor da Europa! País facilita entrada de estrangeiros

ATENÇÃO! Se você está pensando em morar e trabalhar na Suíça, essa é a notícia que você estava esperando!

As autoridades de imigração do país decidiram tornar mais fácil a obtenção de autorização de trabalho para trabalhadores estrangeiros qualificados de países terceiros!

Isso mesmo, agora as regras e procedimentos foram simplificados para que você possa realizar seu sonho com mais facilidade. Então não perca tempo e confira todas as mudanças que foram feitas para você! A Suíça está de portas abertas para os talentos estrangeiros!

Trabalhar e morar na Suíça

REPRODUÇÃO: GUIADEEMPREGO

A Suíça facilita a entrada de imigrantes qualificados para morar e trabalhar O Departamento Federal de Justiça e Polícia (FDJP) da Suíça está trabalhando arduamente para tornar mais fácil o processo de aprovação de entrada de imigrantes qualificados.

Com o objetivo de reduzir obstáculos administrativos, o portal Schengen Visa Info informa que diversas mudanças foram implementadas. Essas medidas visam simplificar o processo de autorização de trabalho na Suíça, tornando-o mais ágil e eficiente.

Trabalhadores qualificados são elegíveis para autorização de trabalho na Suíça O Departamento Federal de Educação e Pesquisa Econômica suíço afirmou que os trabalhadores qualificados de outros países agora são elegíveis para obter uma autorização de trabalho na Suíça.

Isso significa que, quando necessário, o processo de obtenção de visto para morar e trabalhar na Suíça fica muito mais fácil. De acordo com a declaração, isso é de grande interesse econômico para o país europeu.

A Suíça está de portas abertas para imigrantes qualificados Com as mudanças implementadas pelo Departamento Federal de Justiça e Polícia (FDJP) e a elegibilidade de trabalhadores qualificados de outros países para obter uma autorização de trabalho na Suíça, o país europeu está de braços abertos para imigrantes qualificados.

Morar e trabalhar na Suíça pode ser uma oportunidade única para aqueles que buscam uma vida melhor e uma carreira promissora.

Medidas que facilitam morar na Suíça

Excelentes notícias para quem sonha em morar e trabalhar na Suíça! Em 2022, o Conselho Nacional encomendou um edital ao Conselho Federal para minimizar entraves administrativos, e agora, em abril de 2023, já é possível sentir os benefícios dessas medidas.

O Conselho Federal anunciou a adoção de medidas que visam agilizar processos e aumentar a segurança jurídica para as empresas.

E tem mais! Desde 1º de fevereiro de 2023, o mercado de trabalho cantonal e as autoridades de migração suíças estão levando em consideração a situação das empresas que buscam especialistas qualificados em ocupações afetadas pela escassez de mão de obra.

Isso significa que, nessas ocupações, é possível definir de forma mais generosa os requisitos de qualificação profissional e comprovação de prioridade para os empregados domésticos.

Com essas mudanças, o Departamento Federal de Justiça e Polícia (FDJP) também alterou as instruções sobre a Lei de Estrangeiros e Integração (AIG) após consultar os cantões.

Agora, os cantões podem conceder aprovação simplificada para estrangeiros que já estão na Suíça com uma autorização de residência para mudar de emprego empregado para autônomo. Aproveite essa oportunidade incrível e comece já a planejar sua mudança para a Suíça!

Outras Mudanças

Outras mudanças incríveis também foram implementadas na Suíça para facilitar a obtenção de permissões de trabalho para estrangeiros qualificados! A partir de 1º de fevereiro de 2023, algumas solicitações de permissão de trabalho já não precisam mais ser aprovadas pelo governo federal, tornando todo o processo ainda mais rápido e fácil.

De acordo com um relatório da Secretaria de Estado para Assuntos Econômicos da Suíça (SECO), a taxa de desemprego no país atingiu a menor marca em 20 anos, ficando em apenas 2,1% em 2022, uma redução impressionante de 0,5 pontos percentuais em relação a 2021.

Morar e Trabalhar na Suíça; processo de entrada em 2023

A Suíça é simplesmente deslumbrante! Localizada na Europa Ocidental, Central e Meridional, este país é um dos mais desenvolvidos do mundo e é conhecido oficialmente como a Confederação Suíça. Eles lideram o ranking global em várias métricas de desempenho nacional, com uma área de 41.285 km2 e uma população de 8.508.898 pessoas.

Apesar de não ter uma capital oficial, a cidade de Berna é a capital de jure, enquanto Zurique e Genebra são as duas maiores cidades, sendo também cidades globais e centros econômicos.

Enquanto a Suíça é um membro fundador da European Free Trade Association, ela optou por não fazer parte da União Europeia.

Desde 2008, porém, ela aderiu ao Espaço Schengen, permitindo que viajantes do mundo todo entrem em seu território com um visto Schengen.

E aqui vai uma curiosidade: a Suíça não se envolveu em nenhuma guerra desde 1815, o que a torna um dos países mais pacíficos do mundo.

Para quem quer saber tudo sobre a questão legal de residência na Suíça, não pode deixar de acessar o portal Schengen Visa Info!

O que precisa para entrar na Suíça?

Se você é um cidadão da União Europeia ou do Espaço Econômico Europeu (EEE), devido à área de viagem comum da Zona Schengen, não há necessidade de apresentar mais do que um documento de identificação para entrar na Suíça. No entanto, se você vem de um país terceiro (que não pertence à UE/EEE) e deseja visitar a Suíça, é necessário apresentar os seguintes documentos no porto de entrada suíço:

  • Um visto: somente se você estiver sujeito ao regime de visto suíço.
  • Um passaporte ou documento de viagem: com validade de pelo menos mais três meses além da data planejada de saída do Espaço Schengen e emitido nos últimos 10 anos.

Além desses documentos, o oficial de fronteira suíço pode fazer algumas perguntas sobre sua viagem à Suíça, como:

  • Qual é o seu propósito de visitar a Suíça?
  • Quanto tempo você pretende ficar na Suíça?
  • Onde você vai ficar na Suíça?

É importante lembrar que a decisão final sobre a permissão de entrada na Suíça cabe à polícia de fronteira. Se o oficial suíço concluir que você não representa nenhum risco de segurança para o país, após a verificação dos seus documentos, você poderá entrar na Suíça e, consequentemente, no Espaço Schengen.

É fundamental certificar-se de que o oficial de fronteira suíço carimbe seu passaporte ao entrar na Suíça. Sem o carimbo, você pode ser multado ou detido pelas autoridades suíças.

Quem precisa de visto para entrar na Suíça?

Se você se enquadrar em uma das seguintes categorias, será necessário obter um visto de curta duração para entrar na Suíça ou em qualquer outro país membro da zona Schengen:

  • Você é cidadão de um país em desenvolvimento com o qual os estados membros de Schengen ainda não concluíram um acordo de liberalização de vistos;
  • Você é cidadão de um país do terceiro mundo que assinou um acordo de liberalização de vistos com os estados Schengen, mas foi anteriormente impedido de entrar na Suíça ou em qualquer outro país Schengen.

Observe que esses vistos permitem que você permaneça na Suíça por apenas até 90 dias em um período de 180 dias. Se você precisar de um visto para permanecer na Suíça por um período mais longo, solicite um Visto Nacional Suíço.

Quais são os documentos necessários para solicitar um visto para a Suíça?

Como viajante que necessita de visto, é preciso cumprir diversos requisitos para a solicitação de visto para a Suíça. Os requisitos legais para a obtenção do visto são os seguintes:

  • Seguro de visto de viagem Schengen: adquira um seguro médico de viagem válido para a Suíça e todo o território do Espaço Schengen, com uma cobertura mínima de € 30.000 para emergências médicas.
  • Uma carta de apresentação: uma carta pessoal na qual você explica por que está solicitando uma visita à Suíça, quanto tempo pretende ficar, quando partirá e outros detalhes;
  • Prova de meios financeiros suficientes para o período de permanência na Suíça: você deve comprovar possuir pelo menos 100 CHF ou 92,34 €/dia à sua disposição durante a sua estadia na Suíça, enquanto, no caso de você ser um estudante, esse valor reduz para 30 CHF ou 27,70 €/dia;
  • Prova do estado civil: pode ser certidão de casamento, certidão de nascimento dos filhos, certidão de óbito do cônjuge, etc;
  • Comprovativo de alojamento: reserva de hotel na Suíça;
  • Itinerário de voo de ida e volta: um documento que mostre que você tem um voo reservado, para entrar e sair da Suíça. Este documento deve especificar números de voo, datas e seus detalhes;
  • Cópias de seus vistos anteriores: se você já teve um visto para a Suíça, o território Schengen ou outro país do mundo, forneça à embaixada/consulado cópias desses vistos;
  • Passaporte: com validade de pelo menos 3 meses;
  • Duas fotos tipo passe;
  • Formulário de pedido de visto suíço.

Informações adicionais para visto na Suíça

A seguir os requisitos adicionais de visto para a Suíça, dependendo do seu status ocupacional, são os seguintes:

Comprovante de renda regular gerada por uma propriedade, nos últimos 6 meses.

Se aplicável:

Declaração de pensão dos últimos 6 meses.

Estudante:

Certificado de não objeção da escola ou universidade. Comprovante de inscrição.

Autônomo:

Declaração de Imposto de Renda (ITR). Extrato bancário da empresa dos últimos 6 meses. Uma cópia da sua licença comercial.

Empregado:

Formulário de Declaração de Imposto de Renda (ITR). Deixar permissão do empregador. Extrato bancário atual dos últimos 6 meses. Contrato de emprego.

Veja mais artigos sobre a Suíça:

Suíça tem vagas para quem fala português com salário mínimo de 4.100 euros

Um guia para imigrantes brasileiros que desejam morar na Suíça

Previous post Vaga de Pintor Automóvel c/ experiencia – (1500€/2000€) – Lisboa
Next post Cartão de crédito em Portugal para estrangeiros: confira como ter o seu