Os 4 países que pagam para estrangeiros morar: oportunidades para trabalhadores qualificados e jovens empreendedores

Os 4 países que pagam para estrangeiros morar: oportunidades para trabalhadores qualificados e jovens empreendedores

Atualmente, muitas pessoas sonham em viver em um país diferente, mas nem sempre é fácil conseguir um visto de residência ou trabalho. No entanto, existem alguns países que estão dispostos a pagar para que estrangeiros imigrem.

Essa é uma oportunidade única para quem deseja experimentar um novo estilo de vida e conhecer uma cultura diferente, além de ganhar dinheiro enquanto o faz. Neste artigo, falaremos sobre quatro países que oferecem esse tipo de programa e as oportunidades que eles oferecem. Confira abaixo quatro desses países que preparamos:

  1. Ilha de Pitcairn
Ilhas Pitcairn – Reino Unido

Caso você ainda não a conheça, mas a Ilha de Pitcairn é um pequeno território britânico no Pacífico Sul, mais espeficamente na Polinésia, com uma população de apenas 50 pessoas, isso mesmo. O governo local lançou um programa para atrair novos moradores, oferecendo um pacote de boas-vindas que inclui um pedaço de terra para construir uma casa, ajuda na mudança e um emprego na ilha. O objetivo do projeto é atrair jovens que possam ajudar a manter a comunidade local viva e próspera.

A desvantagem

Uma coisa que pode ser desvantagem é que o acesso até lá é difícil, pois é necessário navegar mais de 36 horas em embarcações que partem da Polinésia Francesa. Mas não para por aí: o viajante ou novos moradores, deve se preparar para ficar completamente isolado do mundo por um bom tempo, já que os barcos fazem o trajeto a cada três meses.

O que precisa

Para se preparar, é preciso ter pelo menos 18 anos de idade e ser capaz de contribuir para a economia local. A ilha tem uma economia baseada na pesca, agricultura e turismo, por isso, aqueles com habilidades nessas áreas são particularmente bem-vindos. A ilha também oferece um estilo de vida tranquilo e descontraído, com uma comunidade amigável e segura.

  1. Chile

O Chile é um país da América do Sul que tem atraído muitos estrangeiros nos últimos anos. Para incentivar ainda mais a migração, o governo lançou o programa “Chile Reconoce”, que oferece um subsídio mensal de até US$1.500 para estrangeiros que desejam morar e trabalhar no país. O objetivo do programa é atrair trabalhadores altamente qualificados para ajudar a impulsionar a economia do Chile.

O que é necessário

Para se qualificar para o programa, é necessário ter pelo menos 18 anos de idade, ter uma oferta de emprego no Chile e uma profissão que seja considerada necessária para o desenvolvimento do país. As áreas prioritárias incluem tecnologia, energia, mineração e turismo. O subsídio é pago por um período de um a três anos, dependendo da profissão e da necessidade do país.

  1. Alasca

O Alasca é o estado mais ao norte dos Estados Unidos e tem uma das paisagens naturais mais impressionantes do mundo. O governo do Alasca tem um programa de incentivo à migração chamado “Dividendos do Alasca”, que paga um valor anual para todos os residentes do estado, incluindo estrangeiros. Em 2021, o valor do dividendo foi de US$1.100 por pessoa.

Necessário para dar entrada

Para se qualificar, é preciso ser residente do Alasca por pelo menos um ano e estar presente no estado por pelo menos 180 dias por ano. Além disso, é necessário ter mais de 18 anos de idade e não ter antecedentes criminais. O programa incentiva a migração para o Alasca, mas também ajuda a manter a população existente no estado, oferecendo um incentivo financeiro para permanecer lá.

  1. Nova Zelândia

A Nova Zelândia é um país insular na Oceania que oferece um plano de imigração chamado “Skilled Migrant Category” que pode oferecer uma residência permanente a trabalhadores qualificados.

O necessário para se qualificar

Como se qualificar

Para se qualificar, é necessário ter habilidades, qualificações e experiência em uma das áreas prioritárias, como saúde, tecnologia da informação, engenharia, educação e construção. Também é necessário ter uma oferta de emprego ou uma proposta de trabalho relevante para sua área de especialização.

Uma das principais vantagens de morar na Nova Zelândia é a qualidade de vida. O país é conhecido por sua paisagem deslumbrante, estilo de vida ao ar livre e comunidade amigável. Além disso, a Nova Zelândia oferece uma educação de alta qualidade e um sistema de saúde público gratuito.

Outra opção para estrangeiros que desejam morar na Nova Zelândia é o “Working Holiday Visa”, um programa que permite que jovens de vários países trabalhem e viajem pelo país por até um ano. Isso é uma ótima maneira de experimentar o estilo de vida da Nova Zelândia antes de se comprometer com uma residência permanente.

Objetivo desses programas

A maioria desses programas tem como objetivo atrair trabalhadores qualificados e jovens para impulsionar a economia local e manter a população ativa.

Esses programas também ajudam a preencher lacunas de empregos e habilidades em cada país. Embora eles ofereçam uma oportunidade única para os estrangeiros, é importante lembrar que também podem ser competitivos e exigentes em relação aos requisitos e qualificações.

Há outros países que oferecem programas semelhantes, como a Suíça, que oferece uma facilidade para quem possue visto como empreendedores e startups que possam contribuir para a economia do país. Da mesma forma, a Islândia tem um programa de residência para empreendedores que desejam iniciar um negócio no país.

No entanto, é importante ter em mente que esses programas de incentivo à migração não são uma solução para todos. Eles podem exigir que você deixe sua vida atual para trás e comece uma nova vida em um país completamente diferente. Além disso, o processo de se qualificar para esses projetos pode ser longo e complexo. É essencial pesquisar e entender completamente o que cada um exige antes de se candidatar.

Existem vários países ao redor do mundo que oferecem oportunidades de incentivo à migração para atrair trabalhadores qualificados e jovens. Cada um tem seus próprios requisitos e benefícios, e é importante pesquisar e entender completamente o que cada país exige antes de se candidatar. Esses programas podem oferecer uma oportunidade única para experimentar um novo estilo de vida e conhecer uma cultura diferente, além de ganhar dinheiro enquanto o faz. Porém, eles também podem exigir que você deixe sua vida atual para trás e comece uma nova vida em um país completamente diferente.