Vila na Suíça paga até €50 mil euros para você se mudar; confira outros países

Você sabia que algumas cidades do interior da Europa estão oferecendo incentivos financeiros para atrair novos moradores? Isso mesmo!

Se você está interessado em se mudar para a Suíça, Espanha ou Itália, pode receber dinheiro para isso.

Algumas cidades suíças, por exemplo, oferecem até €50.000 euros (cerca de R$270.000 reais) para quem se mudar para lá.

Mas lembre-se, esses incentivos vêm com condições, como compromissos de reforma das propriedades adquiridas e permanência mínima na área. Portanto, é importante pesquisar cuidadosamente as condições e os desafios envolvidos antes de tomar uma decisão.

Quer saber mais sobre essas oportunidades? Continue lendo e descubra como se funciona essas vagas na Europa.

Receber para morar na Suíça

É difícil acreditar, mas é verdade: muitas cidades europeias estão experimentando uma diminuição drástica em suas populações, que estão ficando cada vez menores. Por esse motivo, elas estão oferecendo incentivos em dinheiro generosos para atrair novos residentes. Portanto, se você está interessado em receber dinheiro para morar na Suíça, por exemplo, pode descobrir quais cidades estão oferecendo programas para atrair novos moradores consultando o portal de notícias Euronews Travel.

Muitas áreas rurais estão enfrentando o envelhecimento de suas populações, já que os jovens estão se mudando para as cidades ou optando por não ter filhos. Como resultado, alguns governos locais estão incentivando estrangeiros a se estabelecerem em suas regiões, oferecendo subsídios de realocação e pagamentos em dinheiro. Da Suíça à Espanha e à Itália, há muitos lugares na Europa que estão dispostos a pagar para que você se mude para lá.

Onde fica Albinen na Suíça e como é o programa

Suíça: Albinem

Albinen, na Suíça, oferece vistas espetaculares dos Alpes. Com menos de 250 habitantes, a pequena cidade está oferecendo mais de €50.000 para famílias que se mudarem para lá, com o objetivo de aumentar sua população. Localizada na encosta de uma montanha no cantão de Valais, a pitoresca vila fica a pouco mais de uma hora de carro da famosa estação de esqui Verbier.

Adultos com menos de 45 anos receberão 25.000 francos suíços (€25.300) para se mudar, enquanto as crianças receberão 10.000 francos suíços (€10.120) cada. Além disso, os novos residentes devem aprender alemão. A vila é composta por casas revestidas de madeira e ruas estreitas de paralelepípedos, com uma igreja branca e a única loja da vila.

O prefeito Beat Jost afirmou que “pessoas com casas secundárias e grandes complexos residenciais de grupos de investidores estão fora de questão. Quem se mudar da vila antes dos dez anos do início da construção da casa ou após a compra da casa na vila deve reembolsar o dinheiro.” O projeto é destinado a quem quer morar em Albinen e ter uma casa lá. O governo local espera atrair 10 famílias nos próximos anos.

Albinen, a pequena cidade suíça, oferece a seus novos residentes vários restaurantes e uma mercearia, apesar de seu tamanho. A cidade resort de Leukerbad está a pouco mais de 6,4 km de distância, enquanto a cidade de Lausanne, às margens do lago Genebra, fica a 130 km de distância.

O programa de Albinen está disponível apenas para cidadãos suíços ou estrangeiros elegíveis que tenham vivido na Suíça tempo suficiente para obter uma “Autorização de Residência C”, que é uma residência permanente. Além disso, os candidatos devem comprar uma casa no valor mínimo de 200.000 francos suíços (€202.310) e se comprometer a viver em Albinen por 10 anos. Os interessados em se candidatar ao programa de moradia devem entrar em contato com o governo local.

Suíça tem vagas para quem fala português com salário mínimo de 4.100 euros

Ganhar dinheiro morando na Espanha

Reprodução de imagem: Antônio Alba

Localizada no noroeste da Espanha, a cidade e município de Ponga, com sua população de 600 pessoas, está oferecendo um incentivo de £ 2.600 libras (€ 2.971 euros) para atrair britânicos para se mudarem para lá, além de doar a mesma quantia para cada bebê nascido na cidade.

Ponga é uma reserva da biosfera designada pela UNESCO, situada no coração das montanhas da Cantábria, tornando-se um paraíso para os amantes de trilhas e a apenas uma hora de carro da costa. No entanto, para receber o incentivo, os britânicos devem concordar em morar em Ponga por, pelo menos, cinco anos.

Enquanto a vila espanhola de Rubia, na Galícia, vai pagar para os estrangeiros até € 150 por mês para morar lá. Mas, o programa é direcionado para famílias e foi criado com a intenção de aumentar o número de alunos nas escolas locais. De ressaltar que Rubia está localizada no noroeste da Espanha e fica a duas horas e meia de carro a leste de Santiago de Compostela.

Cidades na Itália para atrair moradores

Na região sudoeste da Itália, há uma cidade chamada de Calábria, para quem deseja fazer uma mudança para o vilarejo que tem menos de 2.000 residentes ou menos terá rendimento de até € 28.000 euros.

A iniciativa pretende combater o despovoamento e os interessados ​​em se candidatar devem ter 40 anos ou menos e se mudar para a região em até 90 dias após o aceite do pedido. Eles também devem abrir um negócio ou encontrar um emprego.

Por outro lado, na Presicce-Acquarica, na região da Puglia, no sul da Itália, o valor é maior. Neste município o governo local vai pagar aos novos residentes até € 30.000 euros para se mudarem para lá. Formado por duas cidades – Presicce e Acquarica del Capo – rodeadas por campos e olivais.

O interessado a candidatar a morar precisam fazer o seguinte, indivíduos ou famílias devem mudar sua residência oficial para a cidade do sul da Itália. O dinheiro deve ser usado para comprar e reformar um imóvel desabitado na região – que são muitos. Um adicional de € 1.000 euros será concedido para cada bebê nascido lá.

Ganhar 15 mil euros para morar na Sardenha

A ilha da Sardenha, na Itália, está oferecendo uma bolsa de realocação de € 15.000 euros para pessoas que se mudarem para lá. A informação já foi notícia inclusive na revista Época do Brasil.

A bela ilha mediterrânea, conhecida por suas praias de areia branca, céu azul e águas turquesa, está enfrentando um declínio populacional devido à migração de jovens em busca de emprego no exterior. O governo está disponibilizando € 45 milhões de euros para a bolsa de realocação, o suficiente para cobrir 3.000 bolsas.

Para ser elegível para a bolsa, os interessados devem se mudar para um município na Sardenha com uma população inferior a 3.000 pessoas e utilizar o dinheiro para comprar ou reformar uma casa. A bolsa não pode exceder metade do custo total da casa ou reforma, o que pode significar que em alguns casos, o valor de € 15.000 euros será reduzido.

Os interessados devem morar na Sardenha em tempo integral e devem se registrar para residência permanente na Sardenha dentro de 18 meses após a chegada.

Por qual motivos essas cidades pagam para atrair moradores?

Você pode estar se questionando por que algumas cidades da Europa oferecem incentivos financeiros para atrair novos moradores. A resposta é que diversos fatores socioeconômicos e demográficos contribuem para essa iniciativa. A seguir, são destacados alguns dos principais motivos:

  • Declínio populacional: Muitas áreas rurais e pequenas cidades enfrentam um declínio populacional devido à migração para áreas urbanas em busca de melhores oportunidades de emprego, educação e estilo de vida. Essa tendência resulta em um desequilíbrio demográfico, com uma população envelhecida e poucos jovens para sustentar a economia local e os serviços públicos.
  • Revitalização econômica: A perda de população em algumas áreas leva ao declínio econômico, com comércios fechando e falta de investimento em infraestrutura e serviços. Atraindo novos moradores, as cidades e regiões esperam estimular a economia local, criar empregos e melhorar a qualidade de vida.
  • Preservação cultural: Algumas comunidades têm uma identidade cultural única, com tradições, dialetos e práticas locais que correm o risco de desaparecer se a população continuar a diminuir. Atraindo novos moradores, essas áreas buscam preservar e revitalizar sua cultura e patrimônio.
  • Reutilização de propriedades abandonadas: Em algumas áreas, especialmente na Itália e em outros países do sul da Europa, há um grande número de propriedades abandonadas, como casas e edifícios históricos. Atraindo novos moradores com incentivos financeiros, as autoridades locais buscam incentivar a recuperação dessas propriedades e melhorar a aparência e a vitalidade das comunidades.

Johnson & Johnson está com centenas de vagas pelo mundo

Receber para morar na Suíça

Receber dinheiro para morar na Suíça é uma possibilidade real, já que cidades e regiões da Europa oferecem uma variedade de incentivos para atrair novos moradores. Esses incentivos podem incluir subsídios financeiros, redução de impostos, empréstimos com juros baixos e até mesmo a oferta de casas a preços simbólicos, como € 1 euro.

Porém, essas iniciativas geralmente vêm com condições, como compromissos de reforma de propriedades e tempo mínimo de permanência na área.

É essencial pesquisar cuidadosamente as condições e desafios envolvidos antes de se mudar para uma área que oferece incentivos para atrair novos moradores.

Por exemplo, é importante pesquisar o clima, o custo de vida, as oportunidades de emprego e os requisitos para obter um visto. Alguns programas de incentivo para moradia na Europa podem dar preferência a famílias com filhos em idade escolar.

As 5 profissões que pagam bem em Portugal mesmo sem ensino superior

Previous post Documentos Obrigatórios para Brasileiros que Desejam Viver em Portugal
Next post Preparador de Obra – Porto

Não é possível copiar o conteúdo desta página